Sobre apego, lembranças e deixar os móveis partir

Dora está crescendo. Ela já corre, conversa, dança e canta pela casa toda. Minha bebê não é mais uma bebê. E isso às vezes dói.

Lógico que eu amo ver ela crescendo saudável e virando uma menininha esperta e curiosa. Mas diariamente estou sofrendo de uma angústia danada por estar me dando conta que já não posso proteger minha pequena nos braços como antes.

Vocês vão rir de mim, mas essa crise toda foi porque essa semana vendemos a poltrona de amamentação dela. Nessa poltrona passei os primeiros momentos mais difíceis e também os mais lindos com a minha filha. Foi nela que chorei por muitos dias quando me dei conta que meu leite nunca “desceria” e foi nela que, mesmo assim, decidi que continuaria oferecendo o peito para ela enquanto ela quisesse.  Foi nessa poltrona que trocamos os primeiros olhares, carinhos e afetos. Ouso até dizer que foi nela que nos tornamos mais mãe e mais filha.

doraquarto4-1

E sendo assim, deixar a poltrona ir embora, por incrível que pareça foi uma decisão que nos doeu muito.  Mas aconteceu. Agora temos mais espaço para que o quarto de bebê vire um quarto de criança.

Achei muito surreal a avalanche de sentimentos que um móvel nos causou. Não gostei de sentir isso e o objetivo de agora em diante é tentar ter menos apego às coisas dela. Vamos ver. Ainda falta ir embora o berço (ai, meu coração).

Leia também

The post Sobre apego, lembranças e deixar os móveis partir appeared first on Blog de decoração – Casa de Firulas.

<

p class=”wpematico_credit”>Powered by WPeMatico

Pinterest da vida real: Sala com sofá cinza

Hoje trouxemos uma inspiração direto do pinterest cheio de dicas pra você aplicar o cinza na sua casa. Eleito o queridinho da vez , o cinza se tornou o neutro mais atual em seus diferentes tons, podendo ser aplicado no piso, nas paredes e nos móveis. Não importa o conceito da decoração da sua casa, essa cor é bem democrática e  versátil, use sem medo!

Dependendo da sua intenção, você poder usar essa cor pra te ajudar  a conseguir um ambiente mais espaçoso com uma decoração mais fria e elegante, algo mais aconchegante com tons mais terrosos ou ainda algo mais pop e jovem, com combinações mais vibrantes.

Como a gente adora mostrar que é possível sim ter uma casa linda como no Pinterest, escolhemos essa sala que faz uso da cor no sofá e na mesinha, combinando com parede de tijolinhos e mesa de centro dourada.

pinterest da vida real

pinterest da vida real wishilits

 

Sofá | Mesa de centro | Mesa Lateral Preta | Mesa Lateral Cinza | Abaju Branco | Conj. Almofadas Cinza | Almofada Estampada | Tapete | Vaso Branco | Vela  | Quadro | Vaso Amarelo | Papel de Parede Tijolo

The post Pinterest da vida real: Sala com sofá cinza appeared first on A Casa que a minha Vó queria.

Powered by WPeMatico

Casa YAS / Estudio Arzubialde


© Franco Piccini

© Franco Piccini


© Franco Piccini


© Franco Piccini


© Franco Piccini


© Franco Piccini

  • Arquitetos: Estudio Arzubialde
  • Localização: Azcuénaga 444, Roldán, Santa Fe, Argentina
  • Autores: Franco Piccini, Santiago Rafael Baulíes, Martín Cabezudo
  • Colaboradora: Cecilia Pellegrini
  • Área: 93.0 m²
  • Ano: 2014
  • Fotografias: Franco Piccini, Cortesia de Unknown
  • Cliente: Yasmina Roganovich – Franco Piccini
  • Construção: EA&ASOC

O terreno é vizinho de uma praça. O muro é considerado uma fachada, estendendo as visuais para o exterior e fazendo com que este espaço seja percebido como maior do que é de fato.


Planta

Planta

Diagrama

Diagrama

A casa é organizada em dois pavilhões. Áreas de uso diurno localizadas em direta relação com o pátio, orientadas para o norte; áreas de dormitório paralelas à praça. Um “véu” de tijolos serve como filtro ao oeste.


© Franco Piccini

© Franco Piccini

Resolvida através de um crédito hipotecário, a necessidade de cumprir com as sucessivas etapas que o mesmo exige, somado ao orçamento apertado, motivou a pensar a execução sob uma lógica de camadas. Cada camada corresponde a uma etapa de crédito, organizando o avanço da obra com precisão.


© Franco Piccini

© Franco Piccini

Programaticamente, ao invés de considerar uma quantidade determinada de área a ser construída com o orçamento disponível, foi procedida a construção de uma envoltória para todo o espaço, livre de divisões. Assim ,o pavilhão de dormitórios é um ambiente único que vai se subdividindo e, no pavilhão norte, o telhado se dobra e ganha altura para que no futuro possa abrigar um mezanino, de onde sera possível desfrutar da praça adjacente.


© Franco Piccini

© Franco Piccini

<

p class=”wpematico_credit”>Powered by WPeMatico

4 projetos nomeados como finalistas para o Finlandia Prize de 2016


Cortesia de Desconhecido

Cortesia de Desconhecido

Finnish Association of Architects (SAFA) anunciou os 4 projetos finalistas que disputam pelo Finlandia Prize for Architecture de 2016. Agora, em seu terceiro ano, o prêmio continua com o objetivo de “aumentar a consciência pública sobre a arquitetura finlandesa de alta qualidade e [destacar] seus benefícios para nosso bem estar”.

Seguindo a tradição da premiação, enquanto os finalistas foram selecionados por um painel de arquitetos, o projeto vencedor final será escolhido por um não-arquiteto. Neste ano, o ex-Primeiro Ministro da Finland Paavo Lipponen terá a honra de escolher o vencedor.

Saiba mais sobre os 4 projetos, a seguir.

Teatro Lappeenranta / ALA Architects


© Tuomas Uusheimo

© Tuomas Uusheimo

O Teatro Lappeenranta  é, estranhamente, alojado para um teatro, dentro de uma extensão de um shopping. A pré-seleção do júri considera que o conceito de abrigar um teatro num grande edifício público, no final das contas, cria uma intrigante configuração para uma nova tipologia de teatro que está para emergir. O foyer do teatro se abre para o saguão principal do shopping. Os espaços públicos são mobilhados com superfícies escuras monocromáticas e metálicas, providenciando um contraste para com a abundância de cores e informações estimulantes do shopping. Construído em um único pavimento, o teatro se centra em torno de um pequeno grupo de grandes saguões. Sua elegante simplicidade eleva a ambiência acima e além do comum. Completo em 2015, o teatro foi projetado por ALA Architects (arquitetos Juho Grönholm, Antti Nousjoki, Janne Teräsvirta e Samuli Woolston).


© Tuomas Uusheimo


© Tuomas Uusheimo


© Tuomas Uusheimo


© Tuomas Uusheimo

Löyly / Avanto Architects


© kuvio.com

© kuvio.com

Löyly foi criado no distrito de Helsinki em Helsinki neste ano. De acordo com o júri de pré-seleção, poucos edifícios em Helsinki que são abertos ao público faz uso completo de sua localização ao mar como faz Löyly. O horizonte é visível de quase todas as partes abertas e as vistas também podem ser observadas da cobertura. O edifício é revestido em lâminas de madeira que refletem a luz, graças ao seu perfil triangular. A madeira utilizada na elevação irá adquirir uma patina cinza ao longo do tempo, para que então, de certa distância, possa parecer pedras de granito emblemáticas da costa de Helsinki. As lâminas providenciam privacidade discreta para os usuários das saunas, enquanto permitem uma vista do mar de dentro. O edifício foi projetado pela Avanto Architects (arquitetos Ville Hara, Anu Puustinen, Antti Westerlund and Hiroko Mori; architect students Laura Nenonen e Xiaowen Xu).


© kuvio.com


© kuvio.com


© kuvio.com


© kuvio.com

Arena Esportiva Rovaniem, Railo / APRT Architects


© Aaro Artto

© Aaro Artto

O espectador fica fora da Arena Esportiva Rovaniemi, Railo, o edifício residencial e comercial em forma de rocha , uma vez completo, formará uma avenida-fenda serpenteando entre eles. O edifício é localizado dentro do então chamado “Reindeer Antler” projetown plan designed by Alvar Aalto, near the town centre of Rovaniemi. The stand has a very different look depending on the direction from which it is viewed. When seen directly from the front, from the other side of the pitch, the structure looks like a lean and lightweight canopy supported by columns. The best view of the spectator stand is from a distance: a large-scale, statuesque sports arena. According to the Pre-Selection Jury, the new sports arena and multipurpose building add a contemporary edge to the city’s high-quality architecture. Railo was designed by APRT Architects (architects Aaro Artto, Teemu Palo, Yrjö Rossi, Hannu Tikka and Jussi Vakkilainen).


© Aaro Artto


© Aaro Artto


© Aaro Artto


© Aaro Artto

Capela Suvela / OOPEAA


© Mika Huisman

© Mika Huisman

A Capela Suvela cria um ponto alto natural em seu entorno. Alguns dos espaços são usados pelos habitantes do parque da cidade de Espoo. O edifício também abriga algumas instalações que servem os habitantes do parque, fazendo dele um natural ponto de encontro para pessoas de todas as idades. O edifício forma uma clara delimitação para as rotas de tráfego em volta dele mesmo e a área de jardim enclausurada. O edifício recoberto de cobre se estende do solo para cima do telhado e do campanário, resultando numa impressão escultural. O interior do saguão principal é marcante em sua simplicidade. Completa em 2016, a capela foi projetada pelo OOPEAA Office for Peripheral Architecture (arquitetos Anssi Lassila, Iida Hedberg, Juha Pakkala, Teemu Hirvilammi, Jussi-Pekka Vesala, Hanna-Kaarina Heikkilä, Anis Souissi e Miguel Silva).


© Mika Huisman


© Mika Huisman


© Mika Huisman


© Mika Huisman

O júri deste ano foi composto pelo Presidente Pirjo Sanaksenaho, Sari Nieminen, Eero Lundén e Janne Pihlajaniemi. Juntos escolheram quatro projetos, cada um servindo, de sua maneira, como uma “sala de estar” para os habitantes locais.

<

p dir=”ltr”>”As novas edificações finalistas representam edifícios de diversas funções e localizações geográficas diferentes”, diz Sanaksenaho. “O que eles têm em comum é que todos eles formam um espaço público para se passar o tempo – uma igreja, um equipamento esportivo, um espaço cultural e um de lazer. Em cada um destes edifícios, a arquitetura foi utilizada para dar interesse e personalidade dentro de seus respectivos ambientes”.

O vencedor será anunciado na cerimônia de premiação em Helsinki no dia 13 de outubro de 2016. Saiba mais sobre o Prêmio Finlândia e sobre os projetos finalistas, aqui.

Notícia via SAFA.

Powered by WPeMatico

De Resident / cepezed architects + HofmanDujardin


© Leon van Woerkom | cepezed

© Leon van Woerkom | cepezed


© Leon van Woerkom | cepezed


© Matthijs van Rhoon


© Matthijs van Rhoon


© Matthijs van Rhoon

  • Gerenciamento De Projeto: Stevens van Dijck, Zoetermeer (Holanda)
  • Estabilidade, Instalações, Segurança Contra Incêndio, Acústica, Sustentabilidade: Antea Group, Heerenveen (Holanda)
  • Construtora: Heijmans Utiliteitsbouw, Drachten (Holanda)

© Leon van Woerkom | cepezed

© Leon van Woerkom | cepezed

Remodelação Radical De Resident

O bloco de escritórios do governo holandês De Resident em Haia, sofreu recentemente uma remodelação radical. A modernização foi concebida por uma colaboração entre os arquitetos da cepezed architects (átrio e coordenação de projeto), HofmanDujardin (interiores) e a empresa de engenharia Grupo Antea (estabilidade, instalações, segurança contra incêndio, acústica e sustentabilidade).


© Matthijs van Rhoon

© Matthijs van Rhoon

Governo Central Flexível

O governo central está diminuindo em tamanho. Também por isso, ele é cada vez mais orientado pelos conceitos de (ambiente de) trabalho flexível. Além disso, e de acordo com os desenvolvimentos sociais gerais, temas tais como reuniões e interação são cada vez mais importantes. A modernização do De Resident faz parte tanto da redução do Estado quanto do foco em novas formas de trabalhar.O complexo está situado junto à Estação Central de Haia. É constituído pelos edifícios Helicon e Castalia, com catorze e vinte andares, respectivamente, e uma área bruta total de 55.000 m². Castalia é um edifício do final dos anos 1960 que o arquiteto americano Michael Graves revisou na década de 1990, a fim de abrigar o Ministério da Saúde, Segurança Social e Esporte, que retornou ao edifício após a sua mais recente reforma. O Helicon agora abriga o Ministério de Assuntos Sociais e Emprego e foi originalmente concebido pela agência Soeters van Eldonk, a qual foi intensivamente consultada durante o processo de projeto.


Corte

Corte

Entrada Neutra do Átrio

A Praça Parnassus, entre o Helicon e o Castalia, anteriormente funcionava como um mútuo ambiente ao ar livre, com uma atmosfera escura e limitada. Cepezed a transformou em um átrio de entrada semi-público, iluminado, para ambos os departamentos. A construção de ligação é de mais de setenta metros de comprimento e tem uma altura de vinte metros. Ela oferece uma experiência de autonomia completa com o mínimo impacto sobre as estruturas existentes. Ele é composto de grandes portais de aço com um telhado de vidro sobre eles. Os portais são posicionados em um grid de 3,60 metros, tem uma profundidade de não menos de um metro e são revestidos em branco com tecido esticado e chapas de aço. Assim, eles funcionam como asas laterais neutras que constituem uma parte do edifício totalmente independente, quando observados de um ponto de vista longitudinal. No entanto, olhando de um canto a outro, eles fornecem uma boa vista sobre o Helicon original e o Castalia. As extremidades do átrio tem fachadas transparentes, em frente das quais portas pivotantes de cinco metros de altura foram posicionadas. Estas carregam elementos de sinalização com a logotipo do governo central e são usados ​​para fechar a zona de entrada durante a noite. Entre outras funções, o átrio abriga um café público e uma grande ‘construção de móveis’ de quase 40 metros de comprimento e cinco metros de largura, que organiza os fluxos de circulação para os dois edifícios, bem como o zoneamento de segurança. Ele tem uma construção revestida em aço e inclui uma guarita de vidro para porteiro e um elevador. O telhado é revestido com madeira e suporta três árvores de grande porte.


© Leon van Woerkom | cepezed

© Leon van Woerkom | cepezed

Interiores

O rearranjo interior oferece uma grande variedade de ambientes de trabalho. Os níveis mais baixos dos edifícios de escritórios abrigam as funções mais gerais, como locais de encontro e salas de reuniões, estações de trabalho de curta duração, um centro de educação, uma biblioteca, um café e um restaurante, que podem ser utilizados por todos os membros da equipe do governo central, e também de outros departamentos. Os pisos acima destas funções compartilhadas passaram por uma transformação de células de escritórios para um ambiente de trabalho mais aberto com amplas áreas de trabalho e funções especiais aqui e ali, como salas de concentração e salas para reuniões e consultoria. Além disso, cada pavimento tem a sua própria sala de estar.


© Matthijs van Rhoon

© Matthijs van Rhoon

© Leon van Woerkom | cepezed

© Leon van Woerkom | cepezed

Ampliação dos Clássicos Holandeses

Enquanto o átrio concebido por cepezed se configurou como uma adição neutra, o projeto de interiores de HofmanDujardin está em plena sintonia com a natureza pós-moderna dos edifícios existentes, a qual tanto Graves quanto Soeters van Eldonk citam abundantemente na história – muitas vezes holandesa – da arquitetura. Pode-se perceber uma grande variedade de referências a famosos artistas holandeses dentro do complexo De Resident. O forro do Castalia, por exemplo, ecoa o forro característico do Gemeentemuseum projetado por Berlage em Haia. O piso do edifício evoca uma forte reminiscência dos andares já pintados por mestres como De Hoogh e Vermeer. Esta incorporação de elementos clássicos holandeses do projeto original do De Resident tem sido usado como o ponto de partida para o projeto de renovação de interiores. HofmanDurjardin posteriormente desenvolveu o conceito de ampliação dos clássicos holandeses. Para isso, o escritório selecionou uma grande variedade de obras-primas de arte holandesas tanto antigas quanto modernas, ampliou-as e as projetou sobre as plantas dos diferentes andares. Posteriormente, grandes áreas destas foram finalizadas com base nessas projeções. Isso resultou em uma variação de atmosferas igualmente ousadas e poderosas, e profundamente enraizadas na herança holandesa sem que isso seja óbvio. A escolha de pinturas é também baseada nos campos de trabalho dos departamentos dos ministérios. Para o Ministério de Assuntos Sociais e Emprego, por exemplo, os temas são relacionados ao trabalho, enquanto que para Saúde, Segurança Social e Esporte, os temas estão relacionados ao bem-estar e abrangem, por exemplo, festas ou naturezas-mortas.


© Leon van Woerkom | cepezed

© Leon van Woerkom | cepezed

<

p class=”wpematico_credit”>Powered by WPeMatico

The Indicator: 101 coisas que não aprendi na faculdade de arquitetura


Cortesia Desconhecido

Cortesia Desconhecido

Este artigo tem co-autoria de Sherin Wing.

1] Mesmo se o seu chefe for seu amigo ele pode te demitir para salvar seu negócio.

2] Leia o livro On Bullshit, de Harry G. Frankfurt. Carregue-o com você. É um livro de bolso.

3] Não beba durante o trabalho e principalmente não use drogas quando estiver com seus colegas de trabalho sob nenhuma circunstância. 

4] Não importa o quanto você se ache importante,  você ainda pode ser um servo aos olhos de outras pessoas que possuem mais poder do que você.

5] Depois de deixar a escola arquitetura nem todo mundo se preocupa com arquitetura ou quer falar sobre isso.

6] Todos os hábitos alimentares e dietas adquiridos durante a escola devem ser descartados.

7] Os hábitos de higiene que você manteve durante o período de estudante de arquitetura são inadequados para a vida real; banhe-se regularmente e troque sua roupa interior.

8] A pressa e a satisfação que você experimenta em um ateliê pode ser inversamente proporcional ao quanto você vai gostar de trabalhar para uma empresa.

9] É arquitetura, não medicina. Você pode fazer uma pausa que ninguém vai morrer.

10] Outras coisas são mais importantes do que a arquitetura; elas são as únicas que vão ajudá-lo a resistir até o final. Veja 49.

Continue lendo a seguir.

11] Ser inteligente e ter graus avançados de educação podem fazer de você um arquiteto melhor.

12] A indústria paga mal. Procure algo que te valorize.

13] Controle a utilização da internet no trabalho, a menos que você esteja certo de que em seu escritório não tem alguém o monitorando. Claro que você deve estar trabalhando a cada minuto, não será as horas de internet que irão denunciá-lo.

14] Vá para casa com sua família.

15] Mantenha contato frequente com as pessoas que você ama.

16] Se você precisar fazer horas extras, a empresa comprará o jantar. * * Variável de acordo com as políticas de cada escritório, é claro.

17] Não mantenha uma régua paralela aparafusada na sua escrivaninha. Elas não são legais. O mesmo vale para os lápis de cor. 

18] Compre o maior monitor que puder.

19] Não aceite, no entanto, dois monitores. Mesmo que eles façam você parecer durão você deverá fazer o dobro de trabalho.

20] Certifique-se de que as funções da equipe estão claramente definidas.

21] Saiba qual é seu papel.

22] Cuidado com seus e-mais. Na dúvida, não envie.

23] Às vezes, respeito e civilidade parecem ser produtos escassos na arquitetura.

24] Seja cauteloso com as “oportunidades” que não o pagam.

25] Às vezes a pessoa mais crítica pode realmente estar certa.

26] Entenda como o escritório de arquitetura é um negócio e como eles vão atrás de projetos.


Cortesia Desconhecido

Cortesia Desconhecido

27] É melhor manter suas atividades exteriores o mais discreto possível. 

28] Seu chefe lê seu blog. 

29] Piromania, futebol de carro e outras palhaçadas que você faz para se divertir às 3 da manhã não são normais. Veja 49.

30] Não há emergências de arquitetura que devem fazer você abandonar completamente sua vida exterior. Isso pode ter sido o ethos no ateliê, mas não leve-o para o escritório.

31] Desconfie se sua empresa espera que você trabalhe longas horas sem nenhuma compensação. Suspeite duplamente se eles justificam isso dizendo coisas como: “É apenas parte da curva de aprendizagem” ou “Tivemos que passar por isso, também.”

32] Se um policial te multa na rodovia por andar a 140 km/h em uma manhã de domingo, enquanto se dirige ao escritório, é hora de reavaliar suas prioridades.

33] Sabia quem são os tomadores de decisão.

34] Não vista-se como um estagiário. Veja 72.

35] Leia o livro de Dana Cuff, Architecture: The Story of Practice.

36] Espere ser visto com desconfiança se o seu curso de graduação não for arquitetura.

37] Não se deixe seduzir pelas aparências.

38] Se sua empresa não terceiriza trabalho para poupar dinheiro, se preocupe.

39] Escritórios de arquitetura pode ter vários tetos de vidro. Esteja ciente de todos eles.

40] Se um diretor de uma empresa é visto fazendo café ou mexendo nos arquivos, considere procurar outro escritório.

41] Seu o diretor não responde quando você diz bom-dia, considere procurar outro escritório.

42] Quando as empresas se anunciam como grupos de reflexão ou laboratórios de pesquisa, peça-lhes especificamente o que é que eles fazem. E o mais importante, certifique-se de que eles pagam. E bem.

43] Se você for convidado para ser banca, não ofenda o aluno apenas para fazer você parecer competente ou para contradizer um professor rival. Seja construtivo e tente ajudar o aluno. Este é o ponto.

44] Subverta a assinatura do software, a menos que queira conscientemente que a arquitetura transmita essa assinatura.

45] Arquitetos são uma indústria de serviços. Eles fornecem serviços aos clientes.

46] Proporcionalmente a sua remuneração, os arquitetos exigem mais educação e mais treinamento para se tornarem profissionais licenciados.

47] Não seja uma Maria Tifoide. Quando estiver doente, fique em casa.

48] Abrace o lado empresarial da arquitetura.

49] Se você é um arquiteto você se qualifica automaticamente para a psicoterapia e medicamentos.

50] A maioria dos arquitetos acredita que eles estavam destinados a se tornar arquitetos por causa de suas experiências na infância. Eles mostraram sinais de grandeza arquitetônica em uma idade muito jovem. Isso é um mito que reforça um complexo de herói que não é saudável. Veja 49.

51] Arquitetura na academia é completamente alheia a profissão. Da mesma forma, os valores dentro da academia são radicalmente diferentes dos valores dentro de uma empresa.


Cortesia Desconhecido

Cortesia Desconhecido

52] Seja cauteloso sobre a aplicação da teoria no espaço.

53] Não leve estratégias de design e operações aprendidas no ateliê muito a sério.

54] Saiba a diferença entre celebridades arquitetônicas e o valor real.

55] Leia livros com palavras, não apenas imagens.

56] Todas as empresas são diferentes.

57] Economize tempo, assuma que sua esposa está certa.

58] Não namore um(a) arquiteto/a, a menos que você esteja certo de que ele/ela é capaz de manter uma vida saudável fora da arquitetura. Veja 49.

59] Arquitetos não devem casar-se entre si. Consanguinidade não é bom para a genética. Veja 49.

60] Se você é casado, quando estiver na escola de arquitetura, o ateliê termina às 7:00.

61] Não compre nada na moda e simplesmente ignore certos arquitetos sem examiná-los você mesmo.

62] Arquitetos que não constroem coisas também têm coisas importantes a dizer e devem ser ouvidas.

63] Se o seu instrutor do ateliê é um recém-formado, mantenha-se atento.

64] Não fique obcecado pela sustentabilidade e exclua outros fatores.

65] Renderizações feitas na China estão ultrapassadas.

66] Se você iniciar um think tank verifique se você tem alguns pensamentos para expor nele.

67] Leia Rem Koolhaas, mas não fique obcecado e fantasie ser ele. Nova Iorque Delirante ainda é relevante.

68] Saber termos arquitetônicos não faz você parecer legal.

69] Mantenha contato com todos os que você conhece, principalmente se eles não forem arquitetos.

70] Na verdade, faça amigos que não são arquitetos.

71] Não use o mesmo sapato todos os dias. Ele começará a cheirar mal.

72] Certifique-se de que sua calça jeans está na moda. Sem manchas. Sem folgas.

73] Os econômicos bairros que você podia pagar enquanto estava na escola não gentrificaram somente porque você e seus amigos se mudaram para lá.

74] Você deve ler Ítalo Calvino, leia mais do que Cidades Invisíveis.

75] Esteja pronto para um período de estresse pós-traumático após a graduação. Não tome nenhuma decisão importante durante este período.

76] Não tenha um cachorro somente porque você se sente sozinho.


Cortesia Desconhecido

Cortesia Desconhecido

77] Arquitetura é cheia de fetiches – óculos com design retilíneo, por exemplo.

78] Ao tentar decidir se um livro de teoria é bom, verifique a bibliografia em primeiro lugar.

79] Ouça os mais velhos. Eles são sábios.

80] FAIA (The American Institute of Architects) pode significar coisas diferentes para pessoas diferentes.

81] Se você já tem um bacharelado em arquitetura, considere uma educação avançada. Seu mestrado em arquitetura não pode dar uma contribuição real se você está apenas mostrando habilidades de software.

82] Sempre faça o backup do seu disco rígido.

83] Abrace a mídia social, mas não seja seu escravo. Entre no twitter ou faça um post quando tiver algo importante a dizer.

84] Escritórios de arquitetura devem considerar a formação de alianças econômicas semelhantes a OPEP.

85] Mesmo se você não gosta da arquitetura de alguém, ela pode ter algo valioso para lhe ensinar.

86] Uma boa arquitetura, como a arte, tende a crescer a partir de questões psicológicas profundas. Veja 49.

87] Os anos oitenta e o pós-modernismo não é de todo ruim.

88] Ser vanguardista é uma escolha que deve ser avaliada.

89] As páginas da web do arquiteto muitas vezes são exageradas e levam muito tempo para carregar.

90] Na vida há um número finito de noites viradas que você consegue aguentar. Você provavelmente já utilizou todas na faculdade.

91] Entenda o contexto no qual o modernismo surgiu.

92] Quando a economia está boa os arquitetos podem contar com a experiência prévia para dirigir empresas, mas quando a economia está ruim eles precisam de habilidades empresariais avançadas que talvez não possuam.

93] A arquitetura dependente de ciclos de crescimento e declínio.

94] Um bom projeto não é necessariamente o fator mais importante na gestão de uma empresa de arquitetura bem sucedida.

95] Branding é importante.

96] Em uma empresa corporativa, aquele membro que está no topo não é necessariamente o melhor, mas ele pode ter sido há um tempo atrás.

97] Ser bom em algum software não faz de você um bom arquiteto.

98] Arquitetura é facciosa. 

99] Muitos arquitetos não vivem em casas projetadas por eles próprios ou por outros arquitetos.

100] Os estacionamentos dos escritórios de arquitetura dizem muito sobre o sucesso. Deve haver pelo menos um par de carros de luxo. Se houver uma grande quantidade de carros antigos e batidos, seja cauteloso. Se todos os carros forem assim, não entre.

101] Preocupe-se quando você estiver muito ocioso no trabalho.

The Indicator

Follow Siga Guy no Twitter

.

.

Powered by WPeMatico

Office KGDVS cria a cenografia "Silver Lining" para a 25ª Bienal Interieur de Kortrijk


© Office KGDVS

© Office KGDVS

Localizado perto da fronteira com a França, uma cidade belga tornou-se uma importante referência bianual para aqueles que trabalham com interiores. Desde a sua fundação em 1968, a Bienal Interieur de Kortrijk traz diferentes inovações para o design de interiores, com curadoria de figuras importantes, como Philippe Starck, Gio Ponti, e Verner Panton.

Este ano, para o 25º aniversário da Bienal, Kersten Geers e David Van Severen (Office KGDVS) – um escritório com fortes raízes na própria cidade – foram convidados a deixar a sua marca no programa arquitetônico e artístico da exposição. Sua participação na exposição, intitulada Silver Linings, marca uma mudança a partir da apresentação de objetos para a criação de interiores completos, abrangendo todas as escalas.

<a href="http://www.archdaily.com.br/br/798030/office-kgdvs-cria-a-cenografia-silver-lining-para-a-25a-bienal-interieur-de-kortrijk/58061c44e58ece9cf6000014-office-kgdvs-silver-lining-scenography-kortrijk-25th-biennale-interieur-belgium-photo" rel="attachment">
  <img src="http://images.adsttc.com/media/images/5806/1c44/e58e/ce9c/f600/0014/thumb_jpg/INT16_InterieurAwardsBars_BarTerra_04_A%CC%82%C2%A9FrederikVercruysse.jpg?1476795427" title="&copy; Frederik Vercruysse" alt="&copy; Frederik Vercruysse" height="125" width="125"></a>
<a href="http://www.archdaily.com.br/br/798030/office-kgdvs-cria-a-cenografia-silver-lining-para-a-25a-bienal-interieur-de-kortrijk/58061b05e58ece9cf600000f-office-kgdvs-silver-lining-scenography-kortrijk-25th-biennale-interieur-belgium-photo" rel="attachment">
  <img src="http://images.adsttc.com/media/images/5806/1b05/e58e/ce9c/f600/000f/thumb_jpg/INT16_Curators_SilverLiningINTERIORS_05_A%CC%82%C2%A9FrederikVercruysse.jpg?1476795105" title="&copy; Frederik Vercruysse" alt="&copy; Frederik Vercruysse" height="125" width="125"></a>
<a href="http://www.archdaily.com.br/br/798030/office-kgdvs-cria-a-cenografia-silver-lining-para-a-25a-bienal-interieur-de-kortrijk/58061a85e58ece54c900000f-office-kgdvs-silver-lining-scenography-kortrijk-25th-biennale-interieur-belgium-photo" rel="attachment">
  <img src="http://images.adsttc.com/media/images/5806/1a85/e58e/ce54/c900/000f/thumb_jpg/INT16_Curators_SilverLiningINTERIORS_01_A%CC%82%C2%A9FrederikVercruysse.jpg?1476794979" title="&copy; Frederik Vercruysse" alt="&copy; Frederik Vercruysse" height="125" width="125"></a>
<a href="http://www.archdaily.com.br/br/798030/office-kgdvs-cria-a-cenografia-silver-lining-para-a-25a-bienal-interieur-de-kortrijk/58061b94e58ece9cf6000010-office-kgdvs-silver-lining-scenography-kortrijk-25th-biennale-interieur-belgium-photo" rel="attachment">
  <img src="http://images.adsttc.com/media/images/5806/1b94/e58e/ce9c/f600/0010/thumb_jpg/INT16_Curators_SilverLiningINTERIORS_08_A%CC%82%C2%A9FrederikVercruysse.jpg?1476795237" title="&copy; Frederik Vercruysse" alt="&copy; Frederik Vercruysse" height="125" width="125"></a>

© Office KGDVS

© Office KGDVS

© Office KGDVS

© Office KGDVS

Nós olhamos para interiores no sentido mais amplo: desde nossas salas de estar cotidianas até os ambientes de alta tecnologia, para instalações de arte e interiores completos. Queremos oferecer um catálogo do mundo hipotético. A Bienal Interieur parece ser o lugar perfeito para realizar essa ambição. Com o desenho de interiores queremos investigar e explorar o espaço habitado – através de uma rica coleção de interpretações que não só incide sobre objetos, mas esforça-se para uma experiência espacial completa.


© Office KGDVS

© Office KGDVS

© Office KGDVS

© Office KGDVS

Em 2009, Office KGDVS planejou a sede da Bienal – os pavilhões de exposição Kortrijk Xpo. Com base numa malha estrutural de 5,7 metros, eles adicionaram uma grande loggia circundando o lugar existente, construindo um novo espaço de trabalho. O ritmo estrutural tornou-se o módulo para a Bienal deste ano; sua ambição é desenvolver toda a configuração da exposição numa “cidade” dentro da cidade – um espaço interior e exterior no qual design, arte e arquitetura se encontram.


Planta. © Office KGDVS

Planta. © Office KGDVS

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

© Frederik Vercruysse

<

p class=”wpematico_credit”>Powered by WPeMatico