OMA projeta edifício de uso misto para porto de Boston


Renderização do 88 Seaport Boulevard, um empreendimento de uso misto . Image © OMA. Renderização por Bloom

Renderização do 88 Seaport Boulevard, um empreendimento de uso misto . Image © OMA. Renderização por Bloom

O OMA New York revelou renderizações para o projeto mais recente, um empreendimento de uso misto com 45.000 metros quadrados, localizado no 88 Seaport Boulevard, no emergente Porto de Boston. Desenvolvido pelo empreendedor com sede em Massachusetts WS Development, a estrutura agrega a uma crescente coleção de arquitetura de qualidade comissionada para o distrito, incluindo projetos de  James Corner Field OperationsSasaki, e NADAAA.

“Estamos empenhados em trazer a arquitetura de classe mundial para o Porto de Boston – arquitetura que resistirá ao teste do tempo. Juntamente com a brilhante equipe do OMA, criaremos um ambiente urbano único que promove a economia de inovação de Boston e comemora um excelente projeto urbano” Disse Yanni Tsipis, vice-presidente sênior do Seaport no WS Development.

88 Seaport consistirá em uma estrutura de 18 andares com uma fachada de vidro facetada dividida por uma grande fatia angular que permitirá que a luz natural penetre nos espaços interiores e abrirá o edifício em direção ao Fan Pier Green e à água. No total, o prédio oferecerá cerca de 39.500 metros quadrados de escritórios, cerca de 5.575 metros quadrados de comércio (localizado nos dois primeiros andares) e 465 metros quadrados designados para uso cívico / cultural.

O projeto está sendo liderado pelo sócio do OMA, Shohei Shigematsu, que dirigiu o escritório da OMA em Nova Iorque e tem trabalhado nas Américas desde 2006.

“É emocionante se envolver com a migração de inovação para o Distrito do Seaport e trabalhar com o WS Development em um prédio posicionado para ser o nexo entre o histórico Fort Point e os empreendimentos emergentes”, disse Shigematsu.

“Nosso projeto para o 88 Seaport fatia o prédio em dois volumes, criando respostas distintas para a escala urbana antiga e a nova, além de acomodar diversas tipologias de escritórios para diversas indústrias com demandas de pisos tradicionais e alternativos. A fatia também gera uma oportunidade para desenhar os domínios públicos do distrito, ligando o cais e Fan Pier Green com uma paisagem contínua “.

Espera-se que a construção seja iniciada em 2018 e finalizada em 2020. 

Notícia via OMA.

Faena Forum, Faena Bazaar e Estacionamento / OMA

Construído na 2016 na Miami Beach, Estados Unidos. Imagens do Bruce Damonte, Kris Tamburello, Iwan Baan . . Como o núcleo cultural do Distrito de Faena, o Fórum fornece um ponto focal para o bairro e para a zona de mid-Beach em geral. O conjunto de três…

<

p class=”wpematico_credit”>Powered by WPeMatico

Residência Relevo / A61architects + YYdesign

Residência Relevo / A61architects + YYdesign

© Ilya Kruchinin

© Ilya Kruchinin

© Ilya Kruchinin

© Ilya Kruchinin

Do arquiteto. Pela escolha de conceber o edifício em diálogo constante entre arquitetura e paisagem, esta foi o elemento escolhido como ponto de partida do projeto.


© Ilya Kruchinin

© Ilya Kruchinin

Uma fachada principal esconde toda a capacidade e alcance do objeto, já que sua parte principal é subterrânea. Ao aproximar-se da entrada da casa, perde-se sua escala ao criar-se uma sensação de um pequeno volume dinâmico. No entanto, há um verdadeiro sentido do espaço interno: uma sala de estar de dois pavimentos e numerosas aberturas translúcidas, que geram uma apreensão geral da estrutura da casa. O espaço interno evolui ao longo de dois volumes esticados, destacando as diferentes instalações privadas dos habitantes da residência.


© Ilya Kruchinin

© Ilya Kruchinin

© Ilya Kruchinin

© Ilya Kruchinin

A casa se abre ao jardim e representa uma estrutura espacial bem pensada, criando um espaço confortável e de qualidade para uma grande família. Um entorno típico de florestas e a proximidade em relação à natureza orientavam o projeto a uma decisão sobre a fachada: a casa está “envolta” por uma barra de madeira que coincide com o meio ambiente. A cobertura metálica de alta qualidade em combinação com a  fachada de madeira aconchegante complementa toda uma imagem, fazendo-a mais dinâmica. As claraboia “fluem” nas paredes da casa, fornecendo o máximo de luz e cortes visuais no plano estendido e monolítico da cobertura, o que cria marcas de composição.


© Ilya Kruchinin

© Ilya Kruchinin

O principal objetivo do desenho do espaço interno era enfatizar o espaço aéreo em cascata dentro da casa, projetado pelos arquitetos, cuidando para não sobrecarregar o interior com elementos e materiais, acentuando a conexão estreita com a natureza e unificando essa relação no sentido do minimalismo estético.


© Ilya Kruchinin

© Ilya Kruchinin

Portanto, materiais ecológicos e altamente estéticos foram escolhidos para os espaços internos, tais como madeira, granito com textura natural, metal e vidro. Devido à complexa organização interna dos espaços públicos, desenvolveu-se o conceito de iluminação interseccional com múltiplos cenários. 


© Ilya Kruchinin

© Ilya Kruchinin

Corte

Corte

© Ilya Kruchinin

© Ilya Kruchinin

Entre os destaques importantes dos interiores da casa, há uma esquina minimalista ao redor da lareira e uma cozinha aberta de alta tecnologia de “Ernestomeda”, feita com materiais naturais e combinada a uma sala de jantar.


© Ilya Kruchinin

© Ilya Kruchinin

Descrição do produto.

  • As janelas panorâmicas “Velux” que “fluem” nas paredes da casa, fornecem o máximo de luz e cortes visuais no plano estendido e monolítico da cobertura, o que cria marcas de composição.;

  • A fábrica Ernestomeda foi escolhida de acordo com sua característica atual na estética do espaço vivo com a capacidade de criar uma arquitetura complexa do volume necessário para o projeto, utilizando os materiais ecológicos e as soluções inovadores e tecnológicas. Além disso, optou-se por essa marca por ela estabelecer um contato adequando com distribuidores, fabricantes, designers e arquitetos. 

  • Atlas Concorde factory & the Porcelanosa é o principal fabricante de telhas cerâmicas e de granito. As características de cada manufatura foram aplicadas no projeto e enfatizaram a ideia comum de um interior.

  • Duravit. Em termos de qualidade e desenho, trata-se de um dos melhores fabricantes considerados adequados para o projeto, que encontrou seu uso no espaço interno da casa. Os artigos da marca foram aplicados nos interiores da residência. 

Powered by WPeMatico

Heatherwick Studio divulga imagens e vídeo de sua “montanha de árvores” em Xangai

Heatherwick Studio divulga imagens e vídeo de sua “montanha de árvores” em Xangai

Após a publicação na semana passada do vídeo produzido pelo #donotsettle sobre o projeto 1000 Trees de Heatherwick Studio em Xangai, o próprio escritório divulgou um vídeo mostrando o andamento das obras.

O empreendimento de 300 mil metros quadrados está localizado a 20 minutos do centro de Xangai ao lado do distrito de artes M50, e assume a forma de duas “montanhas cobertas de árvores”. Como o nome sugere, o projeto incluirá colunas estruturais de concreto largas no topo, criando espaço para plantadores árvores. O vídeo apresenta o edifício em estado meio concluído, mostrando como ele irá se relacionar com seu entorno imediato.


© Mir

© Mir

“A legislação permitia construir dois blocos de shopping center, no entanto, um edifício maior e pesado precisaria ser dividido em partes menores para se adequar aos arredores”, explicou Heatherwick Studio. “O plantio integrado atua como um elemento de equilíbrio natural e as bordas do prédio são reduzidas para minimizar o impacto onde se encontra com o distrito artístico e o parque, reduzindo o limite discernível entre eles.”


© Noah Sheldon

© Noah Sheldon

© Noah Sheldon

© Noah Sheldon

© Noah Sheldon

© Noah Sheldon

<

p dir=”ltr”>Via Heatherwick Studio

Powered by WPeMatico

Facebook confira nossa página !Acesso Imediato!